TRATAMENTO DA PSEUDOATROSE 

HOME  |  TRATAMENTOSTRATAMENTO DA PSEUDOATROSE

Tratamento da Pseudoatrose 

Conheça a Pseudoartrose da Coluna

Tratamento 

 

O tratamento da não união compreende abordagens não-cirúrgicas e cirúrgicas, entre as quais o médico decide o apropriado com base em sua condição. 

Tratamento não cirúrgico 

 

O tratamento não cirúrgico é mais comum nos Estados Unidos. O uso de um estimulador ósseo, um pequeno dispositivo que fornece ondas eletromagnéticas ultrassônicas ou pulsadas, para estimular o processo de cicatrização.  

Para obter resultados ótimos, o estimulador ósseo deve ser usado diariamente por pelo menos 20 minutos a uma hora. Ainda são necessários mais estudos para sua ampla liberação e comercialização. Possui custo elevado. 

Tratamento cirúrgico 

 

A abordagem cirúrgica é recomendada somente se abordagens não cirúrgicas falharem em mostrar melhora. A opção cirúrgica disponível inclui a colocação de enxerto ósseo ou substituto de enxerto ósseo (sintético).  

Também deve-se realizar exames de sangue e corrigir possíveis déficits de vitamina D e checar o metabolismo do cálcio e, se necessário, fazer uso de medicamentos específicos do metabolismo ósseo. 

Enxerto ósseo ou substituto do enxerto ósseo 


O enxerto ósseo ou seu substituto ajuda na escalada do processo de cicatrização.

 

O enxerto ósseo fornece células ósseas frescas e substâncias químicas naturais que desempenham um papel importante no processo de cicatrização óssea. 

enxerto_pseudoartrose_dr_felipe_figueiredo_ortopedista_rio_de_janeiro_1.jpg

demonstração de enxerto póstero-lateral 

​Existem os: Enxertos Autólogos, Aloenxertos e Enxertos Sintéticos. 

 

Enxertos Autólogos são os melhores que existem, porém com o inconveniente de serem dolorosos, pois o osso é retirado do próprio paciente e a área doadora que, nesses casos pode ser a crista ilíaca, pode ficar com dores durante um determinado tempo. 

 
O Aloenxerto (osso de cadáver - muito usado nos Estados Unidos) é um método que evita a coleta de osso dos pacientes e evita a dor, mas apresenta risco de infecção. 

O substituto do enxerto ósseo (sintético), não fornece células ósseas frescas para a cicatrização normal; no entanto, contém substâncias químicas que o corpo precisa para fazer osso.  

 

O enxerto ósseo ou o substituto do enxerto isolado não proporciona estabilidade ao local da cirurgia. Outros procedimentos cirúrgicos, como fixação interna e fixação externa, podem ser necessários para fornecer estabilidade ao local da cirurgia. 

Para saber qual o melhor tratamento indicado para sua patologia, o paciente deve sempre procurar um médico especialista.